- Advertisment -
Inicio ESA Fotos de satélite mostram iceberg gigantesco evitando colidir com uma ilha

Fotos de satélite mostram iceberg gigantesco evitando colidir com uma ilha

-

O Iceberg A68a – atualmente o maior iceberg do mundo – está girando e possivelmente se movendo na direção oeste, longe da Ilha da Geórgia do Sul, de acordo com novas fotos de satélite. Esta é uma notícia potencialmente boa, já que o enorme pedaço de gelo parecia estar em rota de colisão com a ilha repleta de vida selvagem.

Uma série de fotos capturadas pela missão Copernicus Sentinel-1 mostra os movimentos do iceberg A68a de 15 a 25 de novembro. O iceberg, que partiu da plataforma de gelo Larsen C da Antártica em julho de 2017, está agora a 158 milhas (255 km) da Ilha Geórgia do Sul, de acordo com a Agência Espacial Europeia (ESA).


O iceberg A68a parece estar se movendo na direção oeste, longe da ilha da Geórgia do Sul. Gif: Copernicus Sentinel-1/ESA

O iceberg, que tem a forma engraçada de um dedo apontando, parece estar “girando e potencialmente derivando para o oeste” longe da ilha, de acordo com a ESA. É importante ressaltar que isso não é garantia, entretanto, de que as correntes inconstantes no Oceano Sul não redirecionarão o A68a de volta para a Geórgia do Sul, mas vamos manter o otimismo.

Há várias semanas, o A68a estava a centenas de quilômetros a sudoeste da ilha, o que suscitou preocupações sobre uma potencial colisão.

Na verdade, tal cenário não seria ideal para os muitos animais que vivem na ilha ou próximos a ela. O iceberg A68a é atualmente o maior iceberg do mundo, com 1.873 milhas quadradas (4.850 km quadrados), mas é na verdade bastante raso, medindo cerca de 650 pés (200 metros) de profundidade. Se o A68a se aproximar da Geórgia do Sul, o iceberg provavelmente limpará o fundo do mar ao redor da ilha e irá parar ao longo da costa.

O movimento do iceberg de 1999 a 2010. Gráfico: NASA/Scatterometer Climate Record Pathfinder

Caso ocorra uma colisão, o iceberg – que é maior do que Rhode Island – causaria estragos na vida selvagem local. O gigantesco bloco de gelo bloquearia potencialmente as rotas de alimentação de pinguins e focas e interromperia seus padrões de reprodução. O iceberg também sufocaria o fundo do mar, esmagando animais e plantas. Um iceberg deste tamanho pode durar mais de 10 anos, de acordo com a equipe do British Antarctic Survey.

Estamos torcendo para que isso seja uma tendência, conforme o A68a começa a se mover para o oeste e, com sorte, para o norte, onde eventualmente derreterá nas águas mais quentes. Mas, como mostra a história (verifique o gráfico acima, que mostra os movimentos dos icebergs ao redor da Antártica de 1999 a 2010), os icebergs nesta parte do mundo tendem a ter vontade própria.

A ilha da Geórgia do Sul ainda não está totalmente segura.

Últimos Posts

Terra está ‘morrendo’ rápido demais, indicam pesquisadores

Extinções em massa, crises de saúde e constantes rupturas sociais. Apesar de este já ser um cenário familiar às cerca...

Documentário mostra que games podem ser terapia para crianças com câncer

Videogame é bom demais! Não precisa nem de muita força pra defender essa frase, pois aqui todo mundo sabe...

Realme quer abrir lojas em todo o mundo a partir de 2021; Brasil incluso

A Realme possui planos ambiciosos para 2021 e, após crescer no mercado online, a companhia está pronta para expandir...

Além de God of War, Santa Monica trabalha em outro jogo não anunciado

A Santa Monica, estúdio de God of War, que está neste momento trabalhando na sequência para o aclamado jogo...
- Advertisement -

Implante de córnea artificial ajuda a recuperar visão de homem cego há 10 anos

De acordo com o jornal hebraico Israel Hayom, um homem de 78 anos, cego dos dois olhos há mais...

Leitura Obrigatoria

- Advertisement -
- Advertisement -

Você também pode gostar dissoRelacionado
Recomendado para você