- Advertisment -
Inicio China China é o primeiro país em 44 anos a lançar uma sonda para coletar amostras da Lua

China é o primeiro país em 44 anos a lançar uma sonda para coletar amostras da Lua

-

Se te contassem que a China enviou uma sonda à Lua recentemente, você acreditaria? Pois foi exatamente isso o que aconteceu: de uma maneira bastante discreta, a mídia oficial chinesa confirmou na última segunda-feira (23) o lançamento de uma nave não-tripulada ao satélite natural do nosso planeta. O objetivo é coletar rochas e amostras do solo lunar para estudá-las aqui na Terra.

Todo o evento foi transmitido online e está disponível no YouTube — o país não costuma anunciar quando realiza essas operações. A decolagem aconteceu como estava prevista, por volta das 17h25 no horário de Brasília, a partir do centro de lançamento espacial Wenchang, na ilha de Hainan, no extremo sul do país. Tudo correu bem, não houve imprevistos, e o foguete deve chegar à Lua ainda no final de novembro.

O que torna esta missão especial é que se trata da primeira vez desde a década de 1970 que um país vai à Lua para coletar amostras do satélite. Além disso, a China é o terceiro país do mundo a realizar esse tipo de missão e se junta aos Estados Unidos, que enviou o programa Apollo entre os anos de 1969 e 1972, e União Soviética, em 1976.

Batizada de Chang’e 5, em homenagem a uma deusa da Lua na mitologia chinesa, a espaçonave se separou de seus propulsores e da carcaça protetora logo após a decolagem para entrar na órbita de transferência entre a Terra e a Lua.

Segundo a Administração Espacial Nacional da China (CNSA), a espaçonave é composta por um orbitador, um módulo de pouso, um ascensor e um retornador. O orbitador trabalhará em conjunto com o retornador: os dois vão orbitar a Lua, ficando no espaço a cerca de 200 km da superfície do satélite da Terra. Enquanto isso, o modulador e o ascensor descerão até o solo para coletar as amostras.

Sonda Chang'e 5. Imagem: CNSA

Preparativos da nave que está levando a sonda para a Lua. A foto é do dia 17 de novembro. Imagem: CNSA

A sonda pousará em uma planície nunca antes visitada, conhecida como Oceanus Procellarum (“Oceano de Tempestades”, na tradução livre). De acordo com a NASA, trata-se de uma gigantesca mancha escura com 2.900 km de largura. Acredita-se que essa marca pode ter sido resultado de um impacto cósmico de grandes proporções que criou um antigo mar de magma no nosso satélite.

Ao chegar na planície, o robô vai implantar um par de veículos para perfurar o solo e coletar cerca de 2 kg de amostras do terreno e das rochas. Todo o procedimento deve durar 48 horas, quando as amostras ficarão armazenadas em um recipiente dentro da espaçonave e vão iniciar seu retorno à Terra. A previsão é que a sonda chegue ao planeta no início de dezembro, pousando em Siziwang, no norte da China, e que os materiais fiquem guardados no Observatório Astronômico Nacional da Academia Chinesa de Ciências, em Pequim.

Os cientistas querem estudar as amostras para entender melhor as origens e fundações da Lua, respondendo perguntas como por quanto tempo houve atividade vulcânica em seu interior e quando seu campo magnético se dissipou. Segundo Peng Jing, vice-projetista-chefe da sonda, a ideia é que essas pesquisas ajudem no desenvolvimento de técnicas mais complexas de exploração, que por sua vez poderão ser usadas em futuras explorações a Marte, asteroides e outros corpos celestes.

[CNN]

Últimos Posts

Terra está ‘morrendo’ rápido demais, indicam pesquisadores

Extinções em massa, crises de saúde e constantes rupturas sociais. Apesar de este já ser um cenário familiar às cerca...

Documentário mostra que games podem ser terapia para crianças com câncer

Videogame é bom demais! Não precisa nem de muita força pra defender essa frase, pois aqui todo mundo sabe...

Realme quer abrir lojas em todo o mundo a partir de 2021; Brasil incluso

A Realme possui planos ambiciosos para 2021 e, após crescer no mercado online, a companhia está pronta para expandir...

Além de God of War, Santa Monica trabalha em outro jogo não anunciado

A Santa Monica, estúdio de God of War, que está neste momento trabalhando na sequência para o aclamado jogo...
- Advertisement -

Implante de córnea artificial ajuda a recuperar visão de homem cego há 10 anos

De acordo com o jornal hebraico Israel Hayom, um homem de 78 anos, cego dos dois olhos há mais...

Leitura Obrigatoria

Você se lembra de quando aprendeu sobre doenças na...
Buracos negros armazenam uma enorme quantidade de energia, e...
A crise hídrica já é uma realidade para milhões...
Nesta sexta-feira (15), o mundo ultrapassou a marca de...
- Advertisement -
- Advertisement -

Você também pode gostar dissoRelacionado
Recomendado para você