All for JoomlaThe Word of Web Design
20
Ter, Fev

O que esperar da reunião sobre Mudanças Climáticas da ONU?

http://www.undp.org/content/dam/undp/img/climateanddisasterresilience/climate-change/xcop23head.png.pagespeed.ic.yOZJCNxgVj.webp
Tecnologia Verde
Typography
  • SmallerSmallMediumBigBigger
  • DefaultHelveticaSegoeGeorgiaTimes


COP23 ocorre em Bonn, na Alemanha, até dia 17 de novembro

Representantes de 197 países estão reunidos na cidade de Bonn, na Alemanha, para participar da 23ª edição da Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP23).

Iniciada nesta segunda-feira (6), a série de encontros segue até o dia 17 de novembro - sendo que está marcado, para dois dias antes, o começo das reuniões de alto nível. Mas, o que de fato será debatido na cidade alemã? Organizamos quatro perguntas e respostas sobre o encontro: - Quem participará do encontro? Entre os representantes das quase 200 nações, estarão políticos envolvidos com o combate às mudanças climáticas, ativistas e artistas internacionais.

Entre as presenças já confirmadas, estão o presidente da França, Emmanuel Macron, a chanceler alemã, Angela Merkel, o ator e ativista Leonardo Di Caprio, e uma série de políticos norte-americanos, como os ex-governadores da Califórnia Jerry Brown e Arnold Schwarzenegger e o ex-presidenciável Al Gore.

- Qual será a principal meta? Apesar de ter sido assinado há dois anos, o Acordo de Paris sobre as Mudanças Climáticas será o norteador das reuniões. Sob a sombra de Donald Trump, que anunciou a retirada dos Estados Unidos do pacto mundial, os líderes irão debater sobre quais serão os próximos passos para a implementação de fato do texto.

Esses dispositivos de controle de metas, de como chegar até aquilo que foi combinado e, especialmente, de como financiar a implementação das medidas são os principais nódulos da atuação plena do Acordo.

Todos os países, com exceção de Nicarágua e Síria, se comprometeram com o documento da COP21. No entanto, com a decisão de saída do pacto de Trump, os EUA deixarão o grupo em 2019.

Desde 2015, porém, a Nicarágua informou que assinaria o Acordo, e hoje, o jornal alemão "Der Spiegel" informou que o governo de Damasco tem a intenção de assinar o documento "em breve".

- O que o encontro precisa entregar? Além de uma declaração final que deve marcar politicamente os EUA e sua decisão de abandonar o acordo, os políticos e ativistas reunidos em Bonn precisam entregar uma espécie de "plano de ação" para 2018, quando será realizada a próxima edição do evento.

A ONU espera que tudo fique alinhado para que, em 2018, o Acordo de Paris entre em vigor plenamente. Entre os principais pontos, devem estar esclarecidos sobre quais serão os métodos para reduzir em 2º C - ou, ao menos, 1,5ºC - a temperatura do planeta para os próximos anos.

- Por que o encontro está sendo realizado em Bonn? A presidência da COP23 pertence às ilhas Fiji, uma das áreas mais afetadas do mundo quando o assunto são eventos climáticos extremos. A ONU decidiu dar simbolicamente a liderança do evento ao país, para enviar um sinal de preocupação com o avanço rápido das alterações no clima.

No entanto, o arquipélago não tem condições de sediar um evento de tão grande porte. Por isso, como a cidade alemã é sede do escritório sobre as Mudanças Climáticas da ONU e também sediou a primeira reunião do tipo, em 1995, optou-se por fazer em Bonn.

No entanto, o protocolo e a cerimônia de abertura foram lideradas pelo presidente de Fiji.

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS