- Advertisment -
Inicio Brasil Surto de coronavírus em Pequim está sob controle, diz especialista chinês

Surto de coronavírus em Pequim está sob controle, diz especialista chinês

-

Pequim conseguiu controlar seu surto mais recente do coronavírus, de acordo com o epidemiologista-chefe do Centro para Controle e Prevenção de Doenças da China. Wu Zunyou afirmou nesta quinta-feira (18) que a capital do país, no entanto, ainda pode ter novos casos esporádicos.

A cidade registrou 158 novas infecções desde que confirmou a primeira no dia 11 de junho, seu pior surto desde o início de fevereiro, que foi identificado no amplo centro atacadista de alimentos de Xinfadi, no sudoeste de Pequim.

Apesar de os casos serem poucos em comparação aos números fora da China, as autoridades reagiram rapidamente para conter os riscos de contágio na capital, que foi elogiada recentemente por suas contra medidas rigorosas.

Poucos dias após o primeiro caso, a cidade voltou a um alerta de nível dois, o segundo maior de um sistema de reação de emergência de quatro graus, estabelecendo novas restrições à circulação dos moradores.

“A epidemia de Pequim foi controlada”, disse o epidemiologista-chefe do Centro para Controle e Prevenção de Doenças da China.

Julgando pelos números recentes de casos, o dia 13 de junho foi o pico do surto atual, afirmou Wu em uma coletiva de imprensa, um dia depois de os 31 novos casos confirmados no dia anterior caírem para 21.

“Quando eu digo que está sob controle, isso não significa que o número de casos será zero amanhã ou no dia seguinte. A tendência persistirá por um período de tempo, mas o número de casos diminuirá, como a tendência que vimos [em Pequim] em janeiro e fevereiro”, alertou.

Embora Pequim não tenha sido submetida a um isolamento severo para todos, como imposto na cidade central de Wuhan, onde o vírus surgiu no final do ano passado, a capital chinesa adotou restrições rígidas de viagem.

Os moradores de 32 bairros designados como de médio risco e uma área considerada de alto risco foram proibidos de deixar a cidade, e moradores de áreas de baixo risco precisam comprovar exames negativos da doença para partir de Pequim.

Milhares de moradores foram examinados em poucos dias, já que as autoridades estão intensificando os esforços para identificar os infectados pelos casos de Xinfadi ou que contraíram o vírus no local.

Desde 30 de maio, cerca de 200 mil pessoas de toda Pequim estiveram em Xinfadi, disseram autoridades.

As pessoas que quiserem entrar em Pequim também precisam ser examinadas e isoladas em postos de quarentena centralizados.

CORONAVÍRUS

Últimos Posts

PIB do agronegócio cresceu 16,8% até outubro de 2020, dizem CNA e Cepea

PIB do setor pecuário aumentou 21,95% até outubro de...

Globo amplia área de podcasts; programas poderão ser ouvidos no Globoplay

Globo amplia área de podcasts e conteúdo poderá ser...

Tereos abre 600 vagas de emprego na região de Ribeirão Preto; veja a lista

Tereos abre vagas em unidades de Colina (SP), Guaíra...

Bolsas da Europa perdem força após decisão do BCE

As ações europeias perderam força no fechamento do pregão desta quinta-feira (21), sob o peso das...
- Advertisement -

Procon-SP multa banco em mais de R$ 7 milhões por descontos de empréstimos consignados não solicitados por consumidores

Núcleo Regional da Fundação Procon-SP, em Presidente Prudente —...

Facebook mantém conta de Trump suspensa e deixa decisão final para comitê independente

Donald Trump em último discurso como presidente dos Estados...

Leitura Obrigatoria

- Advertisement -
- Advertisement -

Você também pode gostar dissoRelacionado
Recomendado para você