fbpx
<> Anuncie Aqui <>
- Advertisment -
Inicio Noticias do Mundo PF prende no Leblon estrela do golfe argentino procurado pela Interpol por agredir ex-mulheres

PF prende no Leblon estrela do golfe argentino procurado pela Interpol por agredir ex-mulheres

-

1 de 2
Angel Cabrera ao lado de Tiger Woods, a quem derrotou no U.S. Open de 2007 — Foto: Reprodução/Instagram

Angel Cabrera ao lado de Tiger Woods, a quem derrotou no U.S. Open de 2007 — Foto: Reprodução/Instagram

Policiais federais do Rio prenderam nesta quinta-feira (14), no Leblon, Zona Sul do Rio, o jogador de golfe argentino Angel Cabrera, de 51 anos. A informação foi confirmada pelo G1.

Cabrera era foragido e estava na lista da Difusão Vermelha da Interpol, acusado por duas de suas ex-mulheres por agressão e ameaça. Uma delas, Cecília Torres, diz ter recebido socos no rosto e ameaças de morte.

O argentino também responde por furto simples, desobediência reiterada a autoridade e ameaças. Os crimes foram cometidos nos anos de 2016, 2018 e 2020, segundo a PF.

Como jogador de golfe, “El Pato”, como era chamado, venceu o torneio U.S. Open, em 2007, superando o americano e lenda do esporte Tiger Woods. Em 2009, também venceu o Masters, se tornando o primeiro sul-americano a vencer as duas tradicionais competições.

2 de 2
Angel Cabrera foi preso nesta quinta-feira, no Leblon — Foto: Reprodução/Facebook

Angel Cabrera foi preso nesta quinta-feira, no Leblon — Foto: Reprodução/Facebook

O golfista estava impedido de deixar a Argentina, não respeitou a decisão e saiu do país sem comunicar a Justiça de Córdoba, onde vive, em 2020.

De acordo com o jornal Clarín, El Pato foi para os Estados Unidos, onde participou de torneios de golfe, mas precisou deixar o país ao término do visto de turista.

Segundo informações obtidas pelo G1, o argentino chegou ao Rio de Janeiro em 31 de dezembro.

Cabrera foi preso em um apartamento em frente à Praça Antero de Quental, no Leblon.

O pedido de prisão preventiva para fins de extradição, decretado pelo Supremo Tribunal Federal, foi feito pelo Escritório Central Nacional da Interpol em Brasília, com base nas informações da Difusão Vermelha – incluídas pelas autoridades da Argentina.

A localização e a prisão foram realizadas pelos policiais federais lotados no Núcleo de Cooperação Policial Internacional (Interpol/RJ), com apoio da equipe da PF lotada no Aeroporto Internacional do Galeão.

VÍDEOS mais vistos do Rio nos últimos 7 dias

Últimos Posts

Governo zera impostos federais sobre diesel e gás de cozinha, informa Secretaria-Geral

A Secretaria-Geral da Presidência informou nesta segunda-feira (1º) que o presidente Jair Bolsonaro editou um decreto...

JBS abre 160 vagas para recém-formados em 38 cidades; veja lista

Inscrições têm início nesta segunda-feira (1°) e vão até...

Mercado Livre investirá R$ 10 bilhões no Brasil em 2021

Mercado Livre — Foto: Divulgação ...
- Advertisement -

Leitura Obrigatoria

- Advertisement -
- Advertisement -

Você também pode gostar dissoRelacionado
Recomendado para você