>>>
- Advertisment -
Inicio Brasil Paraguai registra 1ª morte por novo coronavírus em mais de um mês

Paraguai registra 1ª morte por novo coronavírus em mais de um mês

-

1 de 2
De máscara, mulheres caminham em pista de Luque, no Paraguai, em foto de 12 de junho — Foto: Norberto Duarte/AFP

De máscara, mulheres caminham em pista de Luque, no Paraguai, em foto de 12 de junho — Foto: Norberto Duarte/AFP

Após mais de um mês, o Paraguai voltou a registrar nesta segunda-feira (15) uma morte por Covid-19. O último óbito até então foi confirmado em 13 de maio. Ao todo, 12 pessoas morreram no país por causa do novo coronavírus.

De acordo com o ministro da Saúde paraguaio, Julio Mazzoleni, a vítima é um homem de 52 anos que sofria de hipertensão arterial.

De acordo com o Ministério da Saúde paraguaio, o país tem 1.296 casos confirmados do novo coronavírus. Além disso, segundo balanço mais recente, há apenas dois pacientes internados em UTI por causa da Covid-19.

‘Quarentena inteligente’

Depois de três meses de quarentena, Paraguai comemora avanço na batalha contra a Covid-19

Depois de três meses de quarentena, Paraguai comemora avanço na batalha contra a Covid-19

O Paraguai tenta retomar atividades aos poucos após estabilização e queda nos números da Covid-19 no país. Apesar da morte confirmada nesta segunda, o ministro Mazzoleni afirmou que pretende manter a retomada gradual. “‘A quarentena inteligente’ por si representa uma progressão em assumir certos riscos”, disse, segundo o jornal “ABC Color”.

“Esses riscos têm que ser assumidos mais do que nunca agarrados às medidas de controle que estamos levando adiante: distanciamento físico, uso de máscaras e higiene. É nisso que não podemos relaxar”, completou o ministro.

Casos do exterior

2 de 2
Manifestantes pedem mais insumos e segurança para profissionais de saúde do Paraguai, durante protesto em Assunção em 11 de junho — Foto: Norberto Duarte/AFP

Manifestantes pedem mais insumos e segurança para profissionais de saúde do Paraguai, durante protesto em Assunção em 11 de junho — Foto: Norberto Duarte/AFP

As autoridades do Paraguai estão atentas para casos de transmissão interna do novo coronavírus, sobretudo entre pessoas que não estiveram no exterior ou não tiveram contato com paraguaios que retornaram de outros países.

Isso porque, no início de maio, o Paraguai chegou a zerar por alguns dias as transmissões internas do vírus Sars-CoV-2. Inclusive, durante uma semana, quase 90% dos novos casos de Covid-19 registrados no país eram de paraguaios que estiveram no Brasil.

Na ocasião, o presidente Mario Abdo Benítez disse que “não passava pela cabeça” reabrir a fronteira com o Brasil, onde se concentram a maior parte dos casos na América do Sul. Ele chegou a exonerar um chefe militar que permitia a passagem de pessoas entre os dos países.

“Temos 700 km de fronteira com o Brasil, e é uma grande ameaça a todo o esforço que faz o povo paraguaio”, disse Abdo em 9 de maio.

CORONAVÍRUS

Últimos Posts

- Advertisement -

Leitura Obrigatoria

- Advertisement -
- Advertisement -

Você também pode gostar dissoRelacionado
Recomendado para você