Dispositivo simula sinapses humanas e aprende via associação

-- Anúncie --

Que o aprendizado de máquina é uma das maiores e mais surpreendentes conquistas da tecnologia ninguém duvida – das sugestões de música do Spotify aos sistemas a bordo da cápsula Dragon Crew da SpaceX. A inteligência artificial ainda é, em certos aspectos, incrivelmente estúpida e absurdamente perdulária em termos de energia, problemas que pesquisadores das universidades Northwestern e de Hong Kong esperam contornar com a criação de um dispositivo capaz de aprender por associação.

Assim como os cães do fisiologista Ivan Pavlov foram condicionados a esperar comida ao escutar um sino (o que os fazia salivar involuntariamente), os pesquisadores condicionaram circuitos a associarem luz com pressão. O dispositivo usado é, em si, incomum: ele usa transistores sinápticos eletroquímicos orgânicos, o que o faz se assemelhar a um cérebro humano.

Leia mais…

-- Anúncie --

Related Articles

Stay Connected

1,637FãsCurtir
488SeguidoresSeguir
6,721InscritosInscrever
-- Anúncie --

ùltimos Posts