>>>
- Advertisment -
Inicio Brasil Tempestade tropical Laura deixa sua primeira vítima no Haiti

Tempestade tropical Laura deixa sua primeira vítima no Haiti

-

1 de 1
Membro do Comitê de Operações de Emergência (COE) monitora a trajetória da tempestade Laura em Santo Domingo, República Dominicana, no sábado (22) — Foto: Ricardo Rojas/Reuters

Membro do Comitê de Operações de Emergência (COE) monitora a trajetória da tempestade Laura em Santo Domingo, República Dominicana, no sábado (22) — Foto: Ricardo Rojas/Reuters

Uma menina de 10 anos morreu na manhã deste domingo (23) no sudeste do Haiti devido à tempestade tropical Laura, que se aproxima do país ameaçando com inundações e deslizamentos de terra.

A menina morreu após a queda de uma árvore sobre sua casa em Anse-à-Pitres, segundo um relatório preliminar da Proteção Civil transmitido à AFP.

Várias casas já estavam inundadas nesta aldeia que faz fronteira com o Haiti, onde ocorrem várias evacuações, acrescentou a instituição.

Ainda localizada na vizinha República Dominicana, Laura provocou na madrugada deste domingo chuvas moderadas a constantes em várias cidades do país, acompanhada também por ventos.

Alerta laranja

Desde sexta-feira, o Haiti está em alerta laranja devido ao risco da tempestade tropical Laura, cujos ventos se intensificaram durante sua passagem pelo sul de Porto Rico na manhã de sábado.

As operações de cabotagem, ou seja, as viagens curtas de porto a porto ao longo das costa, foram proibidas pelas autoridades haitianas até novo aviso.

Embora a virulência da pandemia de COVID-19 tenha sido relativamente baixa no Haiti, com 8.050 casos positivos e 196 mortes atribuídas oficialmente ao vírus, as autoridades pretendem prevenir uma possível propagação da epidemia pelos desastres naturais.

“Coloquem as máscaras e respeitem as distâncias, especialmente nos abrigos temporários. Com a COVID, temos uma capacidade de recepção consideravelmente menor”, disse o ministro do Interior, Audain Fils Bernadel, durante uma coletiva de imprensa.

Laura e Marco

Todos os anos, de junho a novembro, o Haiti fica sob a ameaça de ciclones, mas as fortes chuvas são suficientes para ameaçar a vida dos cidadãos mais desfavorecidos, forçados a viver em áreas de risco, perto de canais ou barrancos cheios de lixo.

Segundo o Centro Nacional de Furacões (NHC) com sede em Miami, Estados Unidos, o olho de Laura se deslocará através do Haiti e da República Dominicana pela manhã, passará perto ou sobre Cuba na noite de domingo e segunda-feira, para depois seguir rumo ao sudeste do Golfo do México na noite de segunda e na terça-feira.

Enquanto isso, o NHC espera que a tempestade Marco se fortaleça e se transforme em furacão neste domingo, para avançar rumo ao sudeste do estado de Louisiana na segunda-feira.

No entanto, Marco deve se enfraquecer rapidamente quando tocar o solo, acrescentou.

Últimos Posts

Governo libera pagamento do Garantia-Safra para 197 mil agricultores familiares

Produtos da agricultura familiar no Piauí — Foto: Divulgação/Ccom...

O que acontece quando um post no Twitter é marcado como enganoso

Marcação do Twitter em post do ministério. Pasta apagou...

Balança comercial registra déficit de US$ 2,634 bilhões na segunda semana de janeiro

A balança comercial brasileira registrou déficit de US$ 2,634 bilhões na segunda semana de janeiro, informou...

Ações europeias fecham em alta com salto de Stellantis e papéis de luxo

As ações europeias subiram nesta segunda-feira (18) uma vez que o forte avanço dos papéis da...
- Advertisement -

Último dia para aproveitar os saldos de verão da Amazon

Hoje, 18 de outubro, é o último dia para você aproveitar as ofertas de verão da Amazon. São descontos...

Estúdio de design cria bola de futebol que não precisa ser inflada

O futebol é o esporte mais popular do mundo, em parte porque o único equipamento de que você precisa...

Leitura Obrigatoria

- Advertisement -
- Advertisement -

Você também pode gostar dissoRelacionado
Recomendado para você