Preço do petróleo fecha estável com temor sobre demanda ofuscando queda em estoques


Produtores temem que uma segunda onda prolongada da pandemia de coronavírus seja um grande risco para a recuperação do mercado. Os preços do petróleo terminaram esta quarta-feira (19) praticamente estáveis, em meio a preocupações relacionadas à demanda reduzida por combustíveis nos Estados Unidos, enquanto produtores temem que uma segunda onda prolongada da pandemia de coronavírus seja um grande risco para a recuperação do mercado.
Os estoques de petróleo dos EUA tiveram queda de 1,6 milhão de barris na semana passada, mas nas últimas quatro semanas demanda por combustíveis recuou 14% em relação a igual período do ano anterior, segundo a Administração de Informação de Energia (AIE).
Campo de exploração de petróleo no RN Getúlio Moura/Petrobras/Divulgação “A queda na demanda por gasolina nas comparações semanais é uma preocupação. Isso ainda demonstra uma fraqueza”, disse Phil Flynn, analista sênior do Price Futures Group em Chicago. “A única coisa que está nos segurando é a demanda.”
Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em queda de 0,09 dólar, a US$ 45,37 por barril. Já o petróleo dos EUA (WTI) avançou 0,04 dólar, para US$ 42,93 o barril, apoiado já no fim do dia pela divulgação da ata da reunião do Federal Reserve. O banco central norte-americano considera ajustes de política monetária que podem sustentar as medidas agressivas de estímulos.
Em uma reunião da Opep+ nesta quarta, o ministro de Energia da Arábia Saudita afirmou que a demanda global por petróleo deve retomar os níveis pré-pandemia já no quarto trimestre de 2020. O grupo, porém, vê uma segunda onda prolongada da Covid-19 como um grande risco para a recuperação, segundo o esboço de um comunicado visto pela Reuters.

Related Articles

Stay Connected

21,943FãsCurtir
2,756SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles