Brasil Menos de 10% da população mundial mostra ter anticorpos contra o coronavírus, diz OMS

Menos de 10% da população mundial mostra ter anticorpos contra o coronavírus, diz OMS

-

- Advertisment -


Diretores da entidade afirmaram que o mundo ainda está longe da imunidade de rebanho, e que uma futura vacina pode não garantir imunidade em todos que a receberem. Maria van Kerkhove, líder técnica do programa de emergências da OMS
Christopher Black/OMS
A líder técnica do programa de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS), Maria van Kerkhove, afirmou nesta terça-feira (18) que menos de 10% da população mundial mostra ter desenvolvido anticorpos contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2). “Não quero generalizar demais, mas o que sabemos dos resultados disponíveis até agora é que menos de 10% da população mostra ter anticorpos para o Sars-CoV-2”, disse van Kerkhove.
A líder técnica explicou que esse número varia conforme a população estudada – por exemplo, pode ser maior entre profissionais de saúde ou em locais onde há alta circulação do vírus –, podendo chegar a 20% ou 25%. Maior parte dos brasileiros que criou anticorpos para o coronavírus teve sintomas e mudanças no olfato ou paladar, sugere estudo da UFPel “Isso significa que uma grande parte da população permanece suscetível”, frisou van Kerkhove.
O diretor de emergências da OMS, Michael Ryan, reforçou que o mundo ainda está longe da imunidade de rebanho. O conceito normalmente é aplicado quando se fala nas taxas de vacinação necessárias para que uma determinada doença pare de circular em uma população, mesmo que nem todos estejam vacinados (no caso do sarampo, por exemplo, essa taxa é de 95%).
Esperar imunidade de rebanho ‘é absurdo e antiético’, diz líder de estudo que investiga quantos tiveram Covid-19 no Brasil “Nós não sabemos onde está o nível de imunidade na população que, por si mesma, suprime a transmissão do vírus. Mas não há dúvidas, na minha cabeça, que estamos a um longo caminho disso”, afirmou Ryan.
Ryan e a líder técnica Maria van Kerkhove também frisaram que ainda não se sabe por quanto tempo as pessoas que já foram infectadas com o Sars-CoV-2 ficam imunes a ele. Além disso, o papel exato da imunidade celular no combate à Covid-19 também é desconhecido.
Cientistas encontram células de defesa contra o coronavírus em pessoas sem anticorpos detectados “Ainda há muito para ser discutido entre os cientistas, mas agora, enquanto planeta, não estamos nem um pouco perto dos níveis de imunidade necessários para parar de transmitir essa doença”, reforçou Ryan. “Precisamos nos concentrar no que realmente podemos fazer para parar a transmissão, e não viver na esperança de que a imunidade de rebanho será a solução. Neste momento, não é uma solução, e não é uma que devemos buscar para a nossa salvação”, disse o diretor de emergências.
Vacina pode não garantir imunidade
O assessor sênior do diretor-geral da OMS, Bruce Aylward, lembrou ainda que uma futura vacina pode não garantir proteção em todos que a receberem. “Estamos lidando com um vírus respiratório, então precisamos de uma imunidade de rebanho muito alta”, reforçou. “Se nós chegarmos a 50% de taxa de imunização, chegamos lá? Não. Não podemos confundir a cobertura de vacinação com a proporção da população que está imune. Porque a vacina pode funcionar em 80%, 50%, 60% das pessoas”, lembrou Aylward. “Então, você tem que multiplicar a cobertura vezes a eficácia para descobrir que proporção será realmente protegida. Se só chegarmos a 50% de cobertura, a proporção real que estará protegida será ainda mais baixa, o que significa que não estaremos nerm perto de onde precisaríamos para proteger populações em geral”, acrescentou o assessor. ‘Imunidade de rebanho’: o que é e quais os riscos de deixar a pandemia correr seu curso

Últimos Posts

Bolsas da China têm terceira semana de ganhos com esperanças de recuperação

Os índices acionários da China fecharam em alta nesta sexta-feira (4) e registraram o terceiro ganho...

Câmara aprova texto de medida que cria programa habitacional Casa Verde e Amarela

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (3), por 367 votos a 7, o texto-base da...
- Advertisement -

Mercado europeu fecha próximo da estabilidade nesta quinta

As ações europeias encerraram praticamente estáveis nesta quinta-feira (3), com uma valorização nos papéis de materiais...

Leitura Obrigatoria

- Advertisement -
- Advertisement -

Você também pode gostar dissoRelacionado
Recomendado para você