>>>
- Advertisment -
Inicio Brasil Dólar oscila à espera de decisão sobre juros

Dólar oscila à espera de decisão sobre juros

-

1 de 2
Cédulas de dólar e real nas mãos de uma pessoa. notas, dinheiro, reais, dólares, cotação, câmbio, valor, economia. -HN- — Foto: Sergio Moraes/Reuters

Cédulas de dólar e real nas mãos de uma pessoa. notas, dinheiro, reais, dólares, cotação, câmbio, valor, economia. -HN- — Foto: Sergio Moraes/Reuters

Após abrir em queda, o dólar opera sem direção definida nesta quarta-feira (16), em dia de decisão do Copom sobre a nova taxa básica de juros no país.

Às 12h, a moeda norte-americana subia0,64%, a R$ 5,2706 Na máxima até o momento, chegou a R$ 5,3028, e na mínima, a R$ 5,1428. Veja mais cotações.

Na terça-feira (15), o dólar fechou em alta de 1,84%, a R$ 5,2365. No mês, a moeda ainda acumula queda, de 1,87%. Já o avanço está em 30,59%.

Bolsonaro vê abusos e diz que tomará ‘medidas legais’ para proteger Constituição

Bolsonaro vê abusos e diz que tomará ‘medidas legais’ para proteger Constituição

Cenário local e externo

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) anuncia nesta quarta-feira, por volta das 18h, a nova taxa básica de juros da economia brasileira . A previsão da maior parte dos economistas é que a Selic deverá cair de 3% para 2,25% ao ano. Se confirmado, o percentual será o menor da taxa Selic desde 1999, quando entrou em vigor o regime de metas para a inflação.

Nos últimos meses, o cenário de juros baixos no Brasil tem colaborado para alta da moeda norte-americana, uma vez que reduz os rendimentos de ativos locais atrelados à Selic, afastando o investimento estrangeiro. Esse contexto, somado a incertezas políticas locais, pode voltar a pressionar a moeda brasileira, que chegou a se aproximar da marca de 6 por dólar em meados de maio.

Lá fora, os mercados tinham viés mais positivo nesta quarta, com sinais de mais estímulos dos Estados Unidos e esperanças de que a economia global poderá se recuperar das perdas vistas em abril compensando os temores sobre mais bloqueios para controlar um novo surto de coronavírus na China.

Já os preços do petróleo recuam, em meio a temores de que os casos de Covid-19 possam crescer. Às 8h12 (horário de Brasília), o barril de Brent recuava 0,36 dólar, ou 0,88%, a US$ 40,6.

2 de 2
Dólar em 16.06.2020 — Foto: Economia G1

Dólar em 16.06.2020 — Foto: Economia G1

Últimos Posts

Último dia para aproveitar os saldos de verão da Amazon

Hoje, 18 de outubro, é o último dia para você aproveitar as ofertas de verão da Amazon. São descontos...

Estúdio de design cria bola de futebol que não precisa ser inflada

O futebol é o esporte mais popular do mundo, em parte porque o único equipamento de que você precisa...

Macacos da Indonésia escolhem o que roubar de turistas para receber recompensas melhores

Talvez, você já tenha ouvido falar da máfia de macacos de cauda longa que residem ao redor do Templo...

Capitólio dos EUA, em Washington, é fechado após incêndio nas redondezas

Pessoas são retiradas da parte externa do Capitólio dos...
- Advertisement -

Coronavírus: A emocionante despedida de casal com Covid em ‘último encontro’ em hospital

Gerry e Barbara Jarrett foram internados com Covid-19 há...

Parler volta ao ar usando domínio de empresa conhecida por abrigar serviços extremistas

Pouco menos de duas semanas após ser banido das lojas de apps e sair do ar, a plataforma Parler,...

Leitura Obrigatoria

- Advertisement -
- Advertisement -

Você também pode gostar dissoRelacionado
Recomendado para você