fbpx
- Advertisment -
Inicio Brasil Confiança do consumidor tem ligeira alta em agosto e recupera nível de março, aponta FGV

Confiança do consumidor tem ligeira alta em agosto e recupera nível de março, aponta FGV

-

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas subiu 1,4 ponto na passagem de julho para agosto, para 80,2 pontos, retornando ao mesmo nível de março, quando a economia começou a ser impactada pela pandemia do novo coronavírus. Houve, entretanto, desaceleração em relação ao mês anterior, quando a alta foi de 7,7%.

“Reflexo do quadro de grande incerteza, o resultado de agosto expõe também uma expressiva heterogeneidade entre as classes de renda. Os consumidores de renda baixa registram queda da confiança e parecem agora projetar maiores dificuldades nos próximos meses, o que pode estar relacionado ao fim dos pagamentos de auxílio emergencial. Os consumidores de maior poder aquisitivo, estão menos satisfeitos com o momento e preferindo poupar a consumir”, afirma Viviane Seda Bittencourt, Coordenadora das Sondagens.

“Entre os dois grupos extremos, a confiança dos consumidores de classes intermediárias segue em agosto na tendência de recuperação. Os movimentos distintos mostram que não apenas o impacto mas a velocidade de reação pode ser diferente entre os agentes econômicos e devem ser analisadas com atenção”, acrescenta.

Em agosto, a satisfação em relação à situação atual manteve-se relativamente estável. Já as expectativas avançaram pelo terceiro mês consecutivo, porém com forte desaceleração nesse mês. O Índice da Situação Atual (ISA) subiu 0,5 ponto, para 71,5 pontos, nível ainda muito baixo em termos históricos, enquanto o Índice de Expectativas (IE) avançou 2,0 pontos, para 87,1 pontos, o melhor resultado desde fevereiro (93,2 pontos), último mês antes da chegada da crise de saúde ao país.

O indicador que mede a satisfação presente dos consumidores com a economia avançou 1,2 ponto, para 75,1 pontos, enquanto o indicador que mede a satisfação com a situação financeira familiar cedeu 0,3 ponto, para 68,4 pontos. Ambos os quesitos seguem registrando valores próximos aos respectivos mínimos históricos.

Sobre as perspectivas futuras, houve um aumento no otimismo dos consumidores, mas em menor magnitude na comparação com os meses anteriores. O índice que mede as expectativas dos consumidores com relação à economia ficou relativamente estável ao variar 0,2 ponto, para 111,7 pontos, maior nível desde fevereiro (116,9 pontos).

A análise por faixas de renda mostra grande heterogeneidade. Houve queda de confiança nas faixas de renda extremas e alta nas faixas intermediárias. Para os consumidores de menor poder aquisitivo, a piora está relacionada à falta de perspectivas sobre emprego e melhora da situação financeira familiar, o que afeta diretamente o consumo. Nos consumidores de maior poder aquisitivo, há também redução da intenção de compras de bens duráveis, o que parece estar relacionado com o alto nível de incerteza do período.

A sondagem coletou informações de 1.752 domicílios entre os dias 1º e 19 de agosto.

Equipe econômica deve se reunir para discutir valor do auxílio emergencial

Equipe econômica deve se reunir para discutir valor do auxílio emergencial

Últimos Posts

Super-ricos recuperam perdas econômicas provocadas pela pandemia, diz Oxfam

Os super-ricos já recuperam as perdas econômicas provocadas pela pandemia de coronavírus, de acordo com o...

Cerca de 500 funcionários da Airbus ficam em quarentena após o surto de Covid-19 em Hamburgo

Airbus A380, da Air France, decolando do aeroporto de...

Combustível de iodo pode reduzir lixo espacial com "suicídio de satélites"

Não conseguimos ver daqui, mas há muito lixo espacial na órbita...

EUA superam 25 milhões de casos de Covid-19, apontam dados da Johns Hopkins

Painel de monitoramento da Universidade Johns Hopkins em 24...
- Advertisement -

Seu Facebook deslogou sozinho? Rede diz que foi “mudança de configuração”

Usuários do Facebook relataram (em outras redes sociais, óbvio) que tinham sido deslogados da rede sem motivo aparente na...

Leitura Obrigatoria

- Advertisement -
- Advertisement -

Você também pode gostar dissoRelacionado
Recomendado para você