>>>
- Advertisment -
Inicio Brasil Brasil terá safra recorde de 278,7 mi toneladas em 2020/21 puxada por soja e milho, diz Conab

Brasil terá safra recorde de 278,7 mi toneladas em 2020/21 puxada por soja e milho, diz Conab

-

1 de 1
Cooperada soja – Cotrijal Divulgação — Foto: Cotrijal/Divulgação

Cooperada soja – Cotrijal Divulgação — Foto: Cotrijal/Divulgação

A safra brasileira de grãos 2020/21 foi estimada em um volume recorde de 278,7 milhões de toneladas, alta de 8% em relação à temporada anterior, impulsionada pela produção de soja e milho, afirmou a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta terça-feira (25).

Essa é a primeira projeção para o novo ciclo. O volume representa a produção de 15 grãos, sendo que milho, soja, algodão, arroz e feijão participam com 95% do total.

A Conab estimou aumento de 7% na área plantada com milho no Brasil em 2020/21, apontando uma produção total de 112,9 milhões de toneladas.

Já a safra de soja, o principal produto do agronegócio do Brasil, deverá atingir 133,5 milhões de toneladas, com aumento de 3% na área plantada.

“A boa rentabilidade do milho e da soja na safra que se encerra estimula os produtores brasileiros a aumentar a área dessas culturas no período de 2020/21”, disse a estatal em nota.

A Conab estimou ainda que exportação brasileira de soja deve bater recorde de 86,79 milhões de toneladas em 2021, contra 82 milhões de toneladas projetadas para 2020.

Já a área plantada de algodão, deve ter redução de 11% em 2020/21, com o mercado sendo atingido por efeitos da pandemia.

No cenário internacional, a possibilidade de menor investimento na produção de grãos na Argentina pode abrir novas possibilidades de mercado para os produtores brasileiros.

A previsão da Conab é de que as exportações brasileiras de soja aumentem 5,8%, para 86,79 milhões de toneladas, sendo que a China pode comprar cerca de 80% desse volume. As de milho são estimadas em 39 milhões de toneladas, crescimento de 13%.

Arroz e feijão

O arroz também tem proporcionado boa rentabilidade aos produtores, e a Conab estima que eles aumentem em 12% a área cultivada em 2020/21.

A produtividade, no entanto, pode não ser tão boa quanto à da safra anterior, quando as condições climáticas foram mais favoráveis. É prevista uma queda de 4% na produtividade, o que resultaria em uma colheita de 11,98 milhões de toneladas.

Enquanto o ritmo de exportação e importação do arroz deve permanecer estável no próximo ciclo, o consumo interno poderá aumentar em 5,1% em relação ao da atual safra, podendo atingir 10,8 milhões de toneladas – ainda inferior à média dos últimos 10 anos. Nesse contexto de oferta ajustada à demanda, os preços internos tendem a se manter firmes. Por outro lado, a alta dos custos poderá afetar a rentabilidade do produtor.

Já a safra de feijão deve ficar estável em relação à produção anterior, com a projeção de que os produtores colham 3,040 milhões de toneladas em 2020/21. A expectativa é de que a produtividade tenha queda de 4%, uma média de 1.041 kg por hectare.

Últimos Posts

Diesel sobe pela 7ª semana seguida nos postos do Brasil; gasolina também avança

Diesel aumentou cerca de R$ 0,10 em alguns postos...

Pilotos de avião que atuem na crise no AM podem ultrapassar limite de tempo de voo, diz Anac

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) decidiu nesta sexta-feira (15) que pilotos de avião que...

Governo volta a zerar imposto de importação de cilindros de oxigênio

O Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Camex), do Ministério da Economia, decidiu...

Twitter diz que post de Bolsonaro sobre ‘tratamento precoce’ da Covid viola regras da plataforma, mas mantém a mensagem no ar

O Twitter colocou por volta das 20h desta sexta-feira (15) uma marcação no post do presidente...
- Advertisement -

NRA, associação que faz lobby pró-armas nos EUA, pede falência

Encontro anual da NRA em Indianápolis, nos EUA, em...

Bolsa dos EUA fecham em baixa com pressão de ações de bancos e energia

Os principais índices de Wall Street encerraram em queda nesta sexta-feira (15), sob o peso dos...

Leitura Obrigatoria

- Advertisement -
- Advertisement -

Você também pode gostar dissoRelacionado
Recomendado para você