Anúncio
Anuncie
Anúncio

Nos primeiros anos em território brasileiro a Netflix focou em apenas disponibilizar aqui as produções realizadas nos Estados Unidos, no Reino Unido e em países parceiros; de uns anos para cá, porém, com o crescimento do mercado mundial e do consumo em plataformas de streaming, a empresa começou a realizar produções locais nos países em que já possuía clientela fixa. Razão pela qual temos vistos tantos filmes e séries brasileiros estreando simultaneamente aqui em mais de 160 países, bem como também temos visto produções de países não hegemônicos aparecendo como sugestão em nossos perfis. É assim que chegamos a ‘Amor Sem Medida’, comédia brasileira que acaba de estrear.

Ivana (Juliana Paes) é uma advogada bem-sucedida e recém separada de Danilo, com quem compartilha a guarda do cachorro e o escritório de advocacia. Certo dia, Ivana esquece o celular em um local público, e o cardiologista Ricardo Leão (Leandro Hassum) acaba achando-o e liga para avisar para pegar o aparelho. Quando finalmente os dois se encontram, Ivana leva um susto ao perceber que Ricardo é um homem de baixa estatura, e isso gera sentimentos conflitantes dentro de seu peito pois está começando a gostar do rapaz, mas tem medo do que as pessoas irão dizer sobre isso.

Anúncio

Inspirado na versão original argentina dessa história, ‘Amor Sem Medida’ tem uma importante mensagem em seu pano de fundo, entretanto, tropeça um bocado na transmissão do tema ao espectador. A começar pela construção do relacionamento amoroso do casal protagonista, que fica completamente acelerado no início do filme ao ponto de não nos convencermos de que o sentimento é verdadeiro, uma vez que já no primeiro telefonema Ivana já demonstra estar derretida pelo desconhecido que encontrou seu celular, e entre essa cena e o primeiro beijo do casal passam-se apenas cerca de quinze minutos.

Escrito por Michelle Ferreira e Paulo Leierer, o roteiro corre no aprofundamento dos protagonistas para chegar ao que realmente importa: a mensagem de que todo tipo de amor deve ser livre e respeitado, cabendo apenas aos envolvidos medir seu sentimento pelo outro. Ou seja, em ‘Amor Sem Medida’ vemos o relacionamento de uma mulher bem-sucedida e de estatura mediana com um homem super bem-sucedido e de estatura baixa, mas nada disso é suficiente para agradar a quem não está disposto a reconhecer outras possibilidades que não as pré-dispostas nas regras virtuais de relacionamento entre humanos. Esse conflito, porém, só entra no terceiro arco do enredo, quando as piadas maldosas e comentários capacitistas começam a se tornar frequentes e a entrar na realidade do casal, mostrando o peso que a discriminação social impõe na felicidade e na autoestima das pessoas.

Aproveite para assistir:

Mas, ‘Amor Sem Medida’ se propõem uma comédia, só que as piadas não funcionam. Nem mesmo aquelas que não têm a ver com o tema da trama. Por outro lado, a trilha sonora é empolgante, e é perceptível a dedicação da edição em construir todo um enredo baseado em efeitos visuais, que se esforçam em construir a problemática de estaturas, uma vez que Leandro Hassum tem, na verdade, 1,80m de altura.

Amor Sem Medida’ é uma comédia nacional feita para o público internacional da Netflix – razão pela qual temos uma estética almodovariana no núcleo de Ivana; personagens estrangeiros que só falam em inglês; a presença do Papa para gerar diálogo em hispano-italiano; e cenas que acompanham a interpretação e o modo de execução de comédias românticas internacionais, sem nenhum elemento brasileiro que remeta a origem da produção. Pode ser, sim, que agrade outros públicos para além do público nacional, internacionalizando, assim, nossos atores.

Não deixe de assistir:

Anúncio
Share.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
ArabicChinese (Simplified)DutchEnglishFrenchGermanItalianJapanesePortugueseRussianSpanish