A experiência de pesquisa baseada em IA do Google se expande globalmente para mais de 120 países e territórios

Paulo Boaventura
70 Views
6 Min Read

A experiência de pesquisa baseada em IA do Google está sendo lançada em todo o mundo , após lançamentos iniciais em mercados selecionados, incluindo EUA, Índia e Japão . A partir de hoje, a experiência de conversação baseada em IA conhecida como SGE , ou Search Generative Experience, estará disponível em mais de 120 novos países e territórios, globalmente. Também suportará quatro novos idiomas: espanhol, português, coreano e indonésio.

Eles se juntam a outros idiomas suportados, incluindo inglês, hindi e japonês. Além disso, a SGE verá outras pequenas melhorias, começando nos EUA, em termos de fazer perguntas de acompanhamento e usar recursos como traduções e definições.

Lançado no início deste ano, o SGE é a resposta do Google ao Bing Chat , a experiência de chatbot de IA com tecnologia OpenAI disponível por meio da pesquisa do Bing e do navegador Edge da Microsoft. Semelhante ao Bing Chat, o SGE permite que os usuários da web interajam com uma IA usando linguagem natural. Os usuários podem fazer perguntas e receber respostas que não são apenas uma lista de links, como o Google tem oferecido historicamente, mas são respostas completas entregues em frases completas, com referências citadas.

A experiência tem sido constantemente atualizada com novos recursos após sua chegada, incluindo resumos de artigos com acesso pago alimentados por IA, definições de termos com os quais você pode não estar familiarizado em determinados assuntos (como STEM, economia, história e outros), melhorias em sua codificação. respostas relacionadas, bem como a capacidade de gerar imagens e escrever rascunhos , entre outras coisas. Recentemente, também foi aberto para adolescentes norte-americanos, com idades entre 13 e 17 anos .

Hoje, além da expansão global, o Google começará a testar uma nova maneira de os usuários fazerem perguntas de acompanhamento diretamente na página de resultados de pesquisa. Agora, ao explorar um tópico, você poderá ver suas perguntas anteriores e resultados de pesquisa, incluindo anúncios da Rede de Pesquisa em espaços dedicados em toda a página, diz o Google. A empresa está posicionando isso como uma maneira mais fácil de se aprofundar em um tópico, mas também se trata de garantir que seu negócio de anúncios permaneça relevante na era da pesquisa baseada em IA.

Créditos da imagem: Google

Esta atualização chegará primeiro aos EUA em inglês nas próximas semanas.

Outra melhoria está chegando ao recurso de tradução do SGE. Quando você pede à Pesquisa para traduzir uma frase em que algumas palavras podem ter mais de um significado possível, você pode tocar nessas palavras e escolher o significado relacionado ao que você deseja dizer. Esta opção também pode aparecer quando você precisa especificar o gênero de uma palavra específica.

Esse recurso chegará inicialmente aos usuários dos EUA para traduções de inglês para espanhol nas próximas semanas, e mais países serão adicionados no futuro.

Outro pequeno ajuste envolve o recurso de definições recém-adicionado que permite aos usuários solicitar definições de palavras desconhecidas encontradas em respostas sobre tópicos educacionais selecionados em suas visões gerais baseadas em IA. Agora, além de ciência, economia e história, você pode pedir definições em áreas como codificação e informação sobre saúde. Quando disponíveis, essas palavras serão destacadas, para que você possa passar o mouse sobre elas para visualizar a definição e as imagens relacionadas.

Esta opção chegará no próximo mês em inglês aos EUA, com mais países a seguir.

“Estamos no início de um longo arco de inovação e estamos entusiasmados com o progresso até agora”, disse Hema Budaraju, diretora sênior de gerenciamento de produtos para pesquisa do Google, ao TechCrunch. “Agora, ainda mais pessoas em todo o mundo podem usar IA generativa na Pesquisa para obter ajuda diária e esperamos expandir para ainda mais países no futuro.”

Para referência, a lista completa de países e territórios que agora têm acesso ao SGE inclui o seguinte:

  • Samoa Americana
  • Angola
  • Antígua e Barbuda
  • Bahamas
  • Bangladesh
  • Barbados
  • Belize
  • Benim
  • Butão
  • Bolívia
  • Botsuana
  • Brasil
  • Brunei
  • Burkina Faso
  • Burundi
  • Camboja
  • Camarões
  • cabo Verde
  • República Centro-Africana
  • Chade
  • Chile
  • Colômbia
  • Comores
  • Congo [RDC]
  • Congo [República]
  • Ilhas Cook
  • Costa Rica
  • Costa do Marfim
  • Domínica
  • República Dominicana
  • Equador
  • El Salvador
  • Guiné Equatorial
  • Eritreia
  • Essuatíni
  • Etiópia
  • Fiji
  • Guiana Francesa
  • Gabão
  • Gâmbia
  • Gana
  • Granada
  • Guadalupe
  • Guam
  • Guatemala
  • Guiné
  • Guiné-Bissau
  • Guiana
  • Haiti
  • Honduras
  • Indonésia
  • Jamaica
  • Quênia
  • Quiribáti
  • Quirguistão
  • Laos
  • Lesoto
  • Libéria
  • Madagáscar
  • Maláui
  • Malásia
  • Maldivas
  • Mali
  • Ilhas Marshall
  • Maurício
  • México
  • Micronésia
  • Mongólia
  • Moçambique
  • Mianmar
  • Namíbia
  • Nauru
  • Nepal
  • Nova Zelândia
  • Nicarágua
  • Níger
  • Nigéria
  • Niue
  • Ilhas Marianas do Norte
  • Paquistão
  • Palau
  • Panamá
  • Papua Nova Guiné
  • Paraguai
  • Peru
  • Filipinas
  • Porto Rico
  • Ruanda
  • São Cristóvão e Nevis
  • Santa Lúcia
  • São Vicente e Granadinas
  • Samoa
  • São Tomé e Príncipe
  • Senegal
  • Seicheles
  • Serra Leoa
  • Cingapura
  • Ilhas Salomão
  • Somália
  • África do Sul
  • Coreia do Sul
  • Sudão do Sul
  • Sri Lanka
  • Suriname
  • Taiwan
  • Tadjiquistão
  • Tanzânia
  • Tailândia
  • Timor-Leste
  • Ir
  • Toquelau
  • Tonga
  • Trinidad e Tobago
  • Turcomenistão
  • Tuvalu
  • Ilhas Virgens dos EUA
  • Uganda
  • Ilhas Menores Distantes dos Estados Unidos
  • Uruguai
  • Uzbequistão
  • Vanuatu
  • Venezuela
  • Vietnã
  • Saara Ocidental
  • Zâmbia
  • Zimbábue

Por techcrunch
Tradução por Paulo Boaventura

Share This Article
Leave a review

Leave a review

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *